Compensar o planeta pela poluição causada e ainda prover um lucro. Por esse objetivo, professores, alunos e funcionários da Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e FinançasFucape Business School trabalham desde 2015. O Projeto Fucape 120% Sustentável promove captação de água pluvial, reciclagem dos resíduos gerados na instituição, carona solidária por aplicativo, recuperação vegetal das nascentes do rio que abastece Vitória (ES) e até a implantação de uma usina fotovoltaica para produzir energia limpa. Os estudantes foram estimulados a trocar a postura passiva de poluidores para a ativa de agentes transformadores. Como se trata de uma escola de negócios, a expectativa é que esses alunos tenham pleno conhecimento da importância da prática sustentável e, dentro de alguns anos, quando forem gestores, disseminem a cultura do desenvolvimento de inovações e tecnologias em prol da sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Tudo começou em uma sala de aula no primeiro semestre de 2015 durante atividade do núcleo de Desenvolvimento Humano Integral (DHI) da Fucape, que reúne os cursos de graduação em economia, contabilidade e administração na busca da identidade profissional e no planejamento da carreira do estudante. O desafio lançado aos alunos era tornar a faculdade 100% sustentável. Divididos em grupos, eles formularam diversas propostas. As mais alinhadas com os objetivos da instituição foram analisadas e incorporadas pela direção, em conjunto com docentes e integrantes da Fucape Jr., empresa de consultoria empresarial formada por graduandos. Nascia o Projeto Fucape 120% Sustentável.

Os meses seguintes foram dedicados à pesquisa e ao planejamento de todo o trabalho. Realizou-se um diagnóstico completo dos impactos negativos provocados pelas atividades da instituição, da emissão de gases de efeito estufa, consumo de energia elétrica, água, equipamentos, entre outros. O objetivo era mitigar 100% dos danos ambientais e ainda devolver mais 20% para a sociedade. Uma linha do tempo foi construída ilustrando as metas de cumprimento para cada uma das ações.

O primeiro empreendimento foi a usina fotovoltaica, inaugurada em 2016. Em 2017, foi o início da coleta seletiva. Já em 2018, houve a implantação do Estacionamento Verde e o lançamento do aplicativo Carona Solidária. Para 2019, a previsão é implementar o sistema de captação de água e iniciar a recuperação das margens do Rio Santa Maria. Como forma de aferição, controle e aprendizado, foram construídos indicadores para acompanhamento em tempo real.

FINANCIAMENTO

A captação dos recursos se dá por meio da economia da conta de energia, a partir da utilização do sistema solar; da captação de contribuições no mercado; e por meio da cobrança pela utilização da área de estacionamento interno da instituição. Desta forma, o projeto também se mantém financeiramente sustentável e tem suas ações geridas pelos próprios estudantes da empresa júnior.

O projeto é realizado de forma voluntária, refletindo as melhores práticas de empresas de excelência, em conformidade com a missão da Fucape de fomentar e multiplicar conhecimentos que contribuam para o desenvolvimento humano e a transformação social e ética, além de estar diretamente ligado aos seus valores: ética, equidade e compromisso social, excelência, eficiência e eficácia, economia de mercado, corresponsabilidade e democracia.

PERFORMANCE   

Os principais resultados estão ligados ao pilar ambiental, por meio da implantação da maior usina fotovoltaica em área urbana de Vitória e também do processo de logística reversa dos resíduos, instituído por meio da coleta seletiva. No eixo social, institui-se a parceria com a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (ASCAMARE) que, além de mitigar o impacto ambiental do consumo de materiais, gera inserção social e renda à população de catadores. No eixo econômico, o resultado é a criação de um fundo para gerir os recursos advindos das ações do projeto. Um dos resultados mais relevantes até aqui é, sem dúvida, o engajamento dos estudantes. A magnitude do projeto exige um alto grau de comprometimento de todas as partes envolvidas, e tal mobilização só é possível com a mudança de cultura e de comportamentos individual e coletivo.

O atributo determinante para a construção desse case foi a consciência de que todos somos agentes poluidores. Em conjunto com os alunos, a Fucape assumiu uma postura ativa perante os danos ambientais, com o intuito de derrubar a ideia de que apenas as indústrias são poluidoras. O 120% Sustentável nasceu da identificação da necessidade, entre alunos, professores e funcionários, da mudança de posicionamento em relação à corresponsabilidade de todos os cidadãos ao tema “poluição e degradação ambiental”. Com o projeto, a instituição passou a disseminar o posicionamento consciente de que todos poluem, mas o crescimento e o desenvolvimento econômico podem e devem ocorrer, desde que seja de forma sustentável.

Com caráter institucional, o projeto abrange toda a organização e alguns stakeholders. A execução é do Instituto Fucape de Tecnologias Sociais, em conjunto com a Fucape Jr, e envolve diversas áreas da organização, como diretoria, controladoria, marketing e comunicação, e uma equipe externa de consultoria. O projeto conta ainda com o engajamento da equipe da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Vitória (ASCAMARE), que recebe e recolhe os resíduos da coleta seletiva. A construção de cada etapa conta com a participação de vários fornecedores, inclusive para o desenvolvimento de novas tecnologias adaptadas às necessidades especiais do projeto. O 120% Sustentável proporcionou, portanto, a criação de novos produtos tecnológicos para o mercado de energias renováveis.

CORREÇÕES E INVESTIMENTOS

Como aprimoramento, identificou-se a necessidade da melhoria dos aspectos ligados à gestão de projetos e comunicação dos objetivos, metas e indicadores para os stakeholders, visando melhor engajamento. Para isso, um grupo de trabalho foi instituído e está executando um plano de ação, com responsáveis e prazos estipulados para cada atividade, seguindo um cronograma. Também foi elaborado um plano de atividades em conjunto com o setor de comunicação e marketing da empresa, visando disseminar ainda mais o Projeto 120% sustentável com seus diversos públicos impactados.

COMUNICAÇÃO

A iniciativa foi amplamente divulgada pela mídia por ter sido ousada e inovadora, principalmente pela construção da usina fotovoltaica de geração de energia. A Fucape recebeu diversas visitas de empresas, entidades de classes e organizações em geral para conhecer a tecnologia utilizada. A iniciativa tornou-se benchmarking, um impulsionador para novas atitudes de sustentabilidade no território capixaba. Para que se mantenha como um case de sucesso, o processo de comunicação recebeu atenção especial. A campanha de conscientização gerou um hotsite publicações nas redes sociais, produção de vídeos e informativos. Ações desenvolvidas para promover o engajamento e a continuidade do projeto.

O projeto está sendo incorporado à cultura da instituição, envolvendo diversos stakeholders (como clientes, controladores e força de trabalho), sendo monitorado por meio de indicadores de sustentabilidade. A identidade visual da Fucape passou a incorporar a marca do 120% Sustentável, o que pode ser visto nos seus principais canais de comunicação e interação com mercado e sociedade, como as redes sociais.

PÚBLICO BENEFICIADO

Pode-se considerar que toda a comunidade capixaba é favorecida com o Projeto Fucape 120% Sustentável. As ações reduzem o impacto gerado pelas atividades da instituição e ainda há a etapa de reflorestamento das nascentes do Rio Santa Maria, situado na região central do Espírito Santo, responsável pelo abastecimento, geração de energia elétrica e irrigação de diversos municípios do estado.

No entanto, o público diretamente beneficiado são os alunos e funcionários da Fucape, que têm a oportunidade de refletir diariamente sobre a importância das práticas sustentáveis. A conscientização dos estudantes consta do objetivo geral do projeto, pois, espera-se que no futuro, quando ocuparem cargos de liderança, os conhecimentos adquiridos e a cultura construída em prol de atitudes sustentáveis sejam disseminados nas organizações. O profissional formado pela Fucape deverá trabalhar pelo desenvolvimento de tecnologias e inovações em prol da sustentabilidade – tanto econômica como social e ambiental –, e coloque em prática projetos com esta mesma relevância nas organizações em que atuarem, assim como em seu meio familiar.

INSTITUCIONAL

Criada no ano 2000 no Espírito Santo, a  Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e FinançasFucape Business School é uma faculdade de educação continuada, ou seja, oferece cursos desde a graduação até o doutorado. Além da sede nacional em Vitória, a Fucape tem unidades nas cidades do Rio de Janeiro, São Luís, Belo Horizonte e Brasília – as duas últimas receberam a marca recentemente, em 2018.

Seguindo a lógica inversa da maioria das instituições de ensino, a Fucape implantou primeiramente o mestrado em Ciências Contábeis, que culminou em um dos seus maiores diferenciais: ter um corpo docente formado preponderantemente por professores doutores. Posteriormente, implementou os cursos de MBA e, em seguida, o de graduação em Contador Global – inédito no Brasil e formulado de acordo com as diretrizes da ONU.

O reconhecimento de seu programa de Mestrado em Administração ampliou sua área de atuação e contribuiu para a formação de profissionais nas áreas de Gestão de Pessoas, Marketing e Finanças. Os cursos de graduação em Administração, Contador Global e Economia formam a Escola de Negócios Fucape, com a integração de conteúdos.

RECONHECIMENTOS

A Fucape Business School está entre as 10 melhores instituições de ensino superior do Brasil, dentre mais de duas mil, tanto públicas quanto privadas, avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC). Possui nota máxima (5) de avaliação do MEC desde 2010, sendo renovada todos os anos por meio do Índice Geral de Cursos, processo de avaliação de qualidade conduzido pelo MEC. No Espírito Santo, a Fucape está em 1º lugar no ranking de qualidade do governo federal, também desde 2010, considerando todas as instituições de ensino superior do estado, tanto públicas quanto privadas. Em 2017, o curso de graduação em Economia foi reconhecido como o melhor do Brasil pelo Conceito Preliminar de Cursos (CPC) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Mestrado Profissional em Ciências Contábeis da Fucape é o único da área no Brasil com nota máxima na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do MEC.

CONSULTORIA E QUESTÕES SOCIAIS

Criado em maio de 2014, o Instituto Fucape de Tecnologias Sociais é uma entidade sem fins lucrativos, qualificada como organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que atua no fomento à prevenção social universal – da saúde, da segurança e da sustentabilidade –, por meio do fomento gratuito ao desenvolvimento e aplicação de tecnologias sociais indutoras da educação básica de qualidade.

Já a Fucape Jr. é uma empresa de consultoria empresarial formada por graduandos da faculdade, voltada para o mercado das micro e pequenas empresas. Os estudantes têm oportunidade de aprender sobre gestão de negócios na prática, além de melhorarem suas redes de relacionamento.

Case certificado pelo Programa Benchmarking Brasil, edição 2018.