“Estratégia de sustentabilidade e manejo ambiental na cadeia produtiva do setor de confecção”

A adoção de um programa de educação ambiental e tecnologia ambiental sustentável une a produção agrícola e a conservação florestal, gerando alimento e renda sem agredir a natureza. É uma importante ferramenta para a restauração de ecossistemas degradados ou áreas degradadas pela atividade industrial poluidora. O Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) é a renda gerada pela manutenção, conservação e preservação das nascentes e florestas. O programa foi adotado pela Indústria Rikwil, com a orientação da Fundação Vunesp.

Fundação Vunesp

Homel P. MarquesEspecialista de Projetos da Fundação Vunesp

OBJETIVOS

O desenvolvimento sustentável tem como finalidade proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

O objetivo até 2020 é assegurar a conservação, recuperação e uso sustentável de ecossistemas terrestres e de água doce interiores e seus serviços, em especial florestas, zonas úmidas, montanhas e terras áridas, em conformidade com as obrigações decorrentes dos acordos internacionais. Além disso, promover a implementação da gestão sustentável de todos os tipos de florestas, deter o desmatamento, restaurar florestas degradadas e aumentar substancialmente o florestamento e o reflorestamento globalmente.

Para 2030, o plano é combater a desertificação, restaurar a terra e o solo degradado, incluindo terrenos afetados pela desertificação, secas e inundações, e lutar para alcançar um mundo neutro em termos de degradação do solo. O plano prevê também que seja assegurada a conservação dos ecossistemas de montanha, incluindo a sua biodiversidade, para melhorar a sua capacidade de proporcionar benefícios que são essenciais para o desenvolvimento sustentável.

O pacote de mudanças a serem implementadas prevê que sejam tomadas medidas urgentes e significativas para reduzir a degradação de habitat naturais, deter a perda de biodiversidade e, até 2020, proteger e evitar a extinção de espécies ameaçadas. Garantir uma repartição justa e equitativa dos benefícios derivados da utilização dos recursos genéticos e promover o acesso adequado aos recursos genéticos. Tomar medidas urgentes para acabar com a caça ilegal e o tráfico de espécies da flora e fauna protegidas e abordar tanto a demanda quanto a oferta de produtos ilegais da vida selvagem.

Nos próximos três anos, a ideia é implementar medidas para evitar a introdução de espécies exóticas invasoras, reduzindo significativamente o seu impacto em ecossistemas terrestres e aquáticos, e controlar ou erradicar as espécies prioritárias. A integração dos valores dos ecossistemas e da biodiversidade ao planejamento nacional e local nos processos de desenvolvimento, nas estratégias de redução da pobreza e nos sistemas de contas está incluída no pacote. Também faz parte da relação de medidas a mobilização e o aumento significativo, a partir de todas as fontes, dos recursos financeiros para a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos ecossistemas. Além disso, serão mobilizados recursos significativos de todas as fontes e em todos os níveis para financiar o manejo florestal sustentável e proporcionar incentivos adequados aos países em desenvolvimento para promover o manejo florestal sustentável, inclusive para a conservação e o reflorestamento. Por fim, reforçar o apoio global para os esforços de combate à caça ilegal e ao tráfico de espécies protegidas, inclusive por meio do aumento da capacidade das comunidades locais para buscar oportunidades de subsistência sustentável.

MOTIVAÇÃO

“Alcançar a máxima qualidade e excelência, por meio da Inovação como diretriz chave para o desenvolvimento de um trabalho visionário e em nível state-of-art. Na estratégia traçada, um dos pilares para alcançar os objetivos é a implantação da NBR ISO 14001.”

BENEFÍCIOS

A adoção do programa une a produção agrícola e a conservação florestal, gerando alimento e renda sem agredir a natureza. É uma importante ferramenta para a restauração de ecossistemas degradados ou áreas degradadas pela atividade industrial poluidora, e o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) é a renda gerada pela manutenção, conservação e preservação das nascentes e florestas.

APRENDIZADO

Elaboração de Relatório Técnico com caderno de soluções ambientais e informações que comprovam o valor intangível da manutenção do bioma Mata Atlântica.

RECOMENDAÇÕES PARA A REPRODUÇÃO DA PRÁTICA

  • Realizar o inventário do meio físico, do meio biótico e do meio socioeconômico da macrorregião;
  • Planejar as ações de acordo com as características da área;
  • Dialogar com a população local;
  • Utilizar ferramentas para gerenciamento da Qualidade;
  • Embasar a aplicação desta tecnologia inovadora e sustentável no kit SAF.

DESCRIÇÃO

Os Sistemas Agroflorestais (SAFs) são uma combinação integrada de árvores, arbustos, cultivos agrícolas e/ou animais na mesma área, de maneira simultânea ou sequencial, que buscam a otimização da agregação de valores socioeconômico, culturais e ambientais, com potencial para constituírem uma modalidade sustentável de uso e manejo dos recursos naturais.

RESPONSÁVEIS

Homel Pedrosa Marques (MSc. e Gestor do Projeto)

Larissa Furlaneto (advogada e Coordenadora de Socioeconomia)

Henrique Chaves (geólogo e Coordenador do Meio Físico)

Ana Maria Trevisan (relações públicas e Coordenadora Administrativa)

Gerson Moraes (biólogo e Coordenador do Meio Biótico)

Renata Rossini (comunicadora e Coordenadora de Comunicação e Conteúdo)

Prof.ª Dra. Tânia C.A.M de Azevedo (física e Superintendente da Secretaria Acadêmica)


DURAÇÃO

  • Kick-off: 2013
  • Execução: 14 meses consecutivos
  • Elaboração do relatório técnico: 2015

PARTICIPAÇÃO

  • Diretoria da RikWil Ltda;
  • Colaboradores da RikWil;
  • Moradores da comunidade do Parque Estadual da Serra do Mar (Mogi das Cruzes – SP);
  • Prefeitura de Mogi das Cruzes (SP);
  • Secretaria do Meio Ambiente (Estadual e Municipal);

CONTINUIDADE

  • Desperta crescente interesse empresarial, graças aos benefícios de ordem ecológica e econômica que podem gerar nas regiões temperadas, subtropicais ou tropicais subúmidas, como as regiões Sul e Sudeste do Brasil.
  • Experiências recentes observaram que nos SAFs há uma tendência de aumento do estoque de carbono com o passar dos anos, o que é averiguado com base na observação de alguns indicadores no local. Empresas que necessitam compensar as suas emissões de gases de efeito estufa (GEE) têm nos SAFs alternativa econômica vantajosa, pois manter áreas de floresta tem baixo custo e gera impacto socioambiental positivo, por meio da geração de emprego e renda nas localidades, e sensibilizam e conscientizam a sociedade de que a Sustentabilidade, por meio da Educação Ambiental, formal ou informal, é importante.

RESULTADOS E INDICADORES

  • Implantação e implementação da Política Ambiental da Empresa, tendo a Sustentabilidade como diretriz empresarial;
  • Elaboração do Plano Estratégico de Gestão Ambiental da Empresa com caderno de soluções;
  • Implantação do Sistema de Gestão Ambiental Voluntário da Empresa;
  • Despertar da conscientização e da sensibilização dos colaboradores pela prática da Sustentabilidade;
  • Indução de espécies ameaçadas a retornarem ao seu habitat natural – corredores ecológicos/efeito-borda/ZA.

CONCLUSÃO

O projeto de SAF implementado foi inovador, de fácil aplicação, baixo custo, gerou empoderamento e interesse nas pessoas que residem na região e aumento da reflexão e conscientização pelo manejo e conservação dos recursos naturais.